AJUDANDO SERÁS AJUDADO

 


 
 
  Notícias.
  Sobre Nós.
  Localização.
  Corpos Directivos.
  Consultas.
  Prevenção.
  Plano Acção 2005.
  Relatório 2004
  Carta Europeia do Alcool.
   
   
   

 

 

 


 

 


Ricardo Trigueiro 2002
www.super.web.pt 


Plano de Acção 2006


INTRODUÇÃO

A Direcção da S.A.A.P. na perspectiva da continuação do trabalho efectuado em 2005 e tendo consciência que para este projecto de intenções, a sua execução depende de variados condicionalismos, não quer deixar de expressar aqui, todo o seu empenho na continuação do seu esforço no combate aos problemas ligados ao álcool, mormente nos campos, familiar, laboral e da saúde.

PLANO DE ACÇÃO

Acções de Prevenção e Sensibilização nas Escolas, Empresas ou outras entidades que nos solicitem.

 Investigações de campo, na continuação das anteriores efectuadas e se possível em colaboração com outras Instituições.

 Continuação do trabalho efectuado em conjunto com Instituições estrangeiras e com a EUROCARE de quem somos sócios fundadores.

 Continuação das Consultas de Alcoologia nas nossas instalações bem como em instalações exteriores.

  Continuação das Consultas de Psicologia Clínica nas nossas instalações.

 Continuação do trabalho no RSI (Rendimento Social de Inserção) no âmbito do protocolo efectuado com a Segurança Social.

 

ATENDIMENTO SOCIAL

Além do atendimento diário a todos os que recorrem à S.A.A.P. , continuação do encaminhamento das pessoas que necessitam de internamento para a “Casa de Saúde do Telhal”, “Serviço de Alcoologia do Hospital Miguel Bombarda” e o “Centro Regional de Alcoologia de Lisboa”.

 

CONTA COMIGO

O Órgão Oficial da S.A.A.P. continuará a sua publicação trimestral, com o mesmo empenho e objectivos  na informação aos sócios e amigos da SAAP e a todas as entidades para onde é sempre enviada esta publicação.

 

BIBLIOTECA

Continuação na aquisição (dentro das nossas poucas disponibilidades) de publicações que sejam de interesse para fazer parte da nossa biblioteca temática a qual continuará à disposição de todos os interessados.

 

CONCLUSÕES

Esperamos que as acções efectuadas em 2006 ultrapassem as inscritas neste Programa de Acção.

 Tanto a nível Nacional como Internacional continuaremos a aplicar os nossos esforços.

Terminamos fazendo votos para que, cada vez mais, os Organismos Oficiais possam dar mais atenção aos problemas ligados ao consumo excessivo das bebidas alcoólicas e todas as suas consequências a nível, Pessoal, Familiar, Laboral e Social.

 Fazemos votos para que o próximo ano de 2006 seja bom para todos.

 Lisboa, 14 de Novembro de 2005

A DIRECÇÃO